top of page

TRANSFORMANDO A INDÚSTRIA MOVELEIRA: A IMPORTÂNCIA DA METODOLOGIA 5S EM SEUS PROCESSOS

Atualizado: 28 de dez. de 2023

TRANSFORMING THE FURNITURE INDUSTRY: THE IMPORTANCE OF THE 5S METHODOLOGY IN ITS PROCESSES





Como citar esse artigo:


SALES, José Maria Alves de; GERALDI, Luciana Maura Aquaroni. Transformando a indústria moveleira: a importância da metodologia 5s em seus processos. Revista QUALYACADEMICS. Editora UNISV; v. 3, n. 1, 2023; p. 83-95. ISBN: 978-65-981354-1-6 | D.O.I: http://doi.org/10.59283/ebk-978-65-981354-1-6


Autores:


José Maria Alves de Sales

Discente em Engenharia de Produção pela Faculdade de Educação São Luis de Jaboticabal – Contato: jose.alves.sales@hotmail.com


Luciana Maura Aquaroni Geraldi

Doutorado em Educação Escolar pela Unesp de Araraquara, Mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade de São Paulo, Especialista em Didática e Informática aplicada à Educação Matemática pela Faculdade São Luís de Jaboticabal, Bacharel em Tecnologia em Processamento de Dados pela Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga – Contato: laquaroni@saoluis.br



RESUMO


O estudo analisa os resultados obtidos com a implementação do programa 5S em empresas do ramo moveleiro para melhorar a qualidade total e promover a melhoria contínua. O programa 5S consiste nos princípios de Senso de Utilização, Ordenação, Limpeza, Padronização e Autodisciplina. Ao aplicar esses princípios de forma estratégica, as empresas podem otimizar recursos, aumentar a eficiência operacional e a segurança no ambiente de trabalho, além de, melhorar a qualidade dos produtos, estabelecer padrões operacionais consistentes e promover uma cultura de melhoria contínua. A adoção bem-sucedida do programa 5S pode levar a vantagens competitivas e fortalecer a reputação da empresa no mercado. Antes da implementação do programa 5S, as empresas do ramo móvel enfrentaram uma série de desafios operacionais e de qualidade. Estes incluem desperdício de materiais, falta de organização nos locais de trabalho, ocorrência frequente de acidentes devido a ambientes desorganizados, variação na qualidade dos produtos devido a processos não padronizados, e falta de uma cultura de melhoria contínua. Essas questões impactaram diretamente a eficiência operacional, a qualidade dos produtos e a satisfação dos clientes. Após a implementação do programa 5S em empresas moveleiras, os resultados foram notáveis. Desperdícios foram reduzidos, eficiência operacional melhorou, acidentes de trabalho diminuíram e a qualidade dos produtos aumentou. A padronização dos processos garantiu consistência, enquanto a cultura de melhoria contínua fortaleceu-se. Isso não apenas conferiu vantagem competitiva, mas também reforçou a reputação das empresas no mercado. Em resumo, o 5S resolveu desafios, otimizou operações e promoveu uma cultura de excelência nas empresas do setor moveleiro.


Palavras-chave: Programa 5S; Melhoria Contínua; Implementação; Estratégia; Moveleiro.



ABSTRACT


The study analyzes the results obtained with the implementation of the 5S program in furniture companies to improve total quality and promote continuous improvement. The 5S program consists of the principles of Sense of Use, Order, Cleanliness, Standardization and Self-discipline. By applying these principles strategically, companies can optimize resources, increase operational efficiency and safety in the workplace, in addition to improving product quality, establishing consistent operational standards and promoting a culture of continuous improvement. Successful adoption of the 5S program can lead to competitive advantages and strengthen the company's reputation in the market. Before implementing the 5S program, mobile companies faced a series of operational and quality challenges. These include waste of materials, lack of organization in workplaces, frequent occurrence of accidents due to disorganized environments, variation in product quality due to non-standardized processes, and lack of a culture of continuous improvement. These issues directly impacted operational efficiency, product quality and customer satisfaction. After implementing the 5S program in furniture companies, the results were remarkable. Waste was reduced, operational efficiency improved, workplace accidents decreased and product quality increased. The standardization of processes guaranteed consistency, while the culture of continuous improvement was strengthened. This not only provided a competitive advantage, but also reinforced the companies' reputation in the market. In short, 5S solved challenges, optimized operations and promoted a culture of excellence in companies in the furniture sector.


Keywords: 5S Program; Continuous Improvement; Implementation; Strategy; Furniture Maker.


1. INTRODUÇÃO


No contexto de um ambiente empresarial competitivo e global, a necessidade de reavaliar práticas organizacionais para se adaptar a esses desafios tem sido destacada há anos, com enfoque na indústria moveleira. A busca por melhorias na qualidade, diferenciação e agregação de valor impulsiona a reavaliação de programas de qualidade, especialmente em empresas manufatureiras, onde flexibilidade e diferenciação são incentivadas pelo fluxo interno eficiente e pela organização das linhas de produção (BOWERSOX; CLOSS; COOPER, 2007).


Nesse cenário, o programa 5S se destaca como uma ferramenta prática de melhoria contínua que engloba mudanças comportamentais e transformações físicas e organizacionais, promovendo a organização do ambiente de trabalho, produtividade e envolvimento dos colaboradores. O 5S, composto por cinco princípios japoneses - Seiri (utilização), Seiton (ordenação), Seiso (limpeza), Seiketsu (saúde e padronização) e Shitsuke (autodisciplina) - visa à qualidade total e eficiência, sendo aplicável a diversas indústrias e associado a ganhos significativos de qualidade e competitividade (RANDHAWA; AHUJA, 2017b).


A busca por maior eficiência e melhoria nos ambientes produtivos leva à implementação do Programa 5S, fundamentado nos princípios japoneses de organização, utilização, limpeza, padronização e disciplina (HO, 1998). No entanto, apesar de suas vantagens, a introdução do programa enfrenta desafios de resistência à mudança, incluindo questões logísticas, falta de compreensão e barreiras culturais. Para o sucesso do 5S, é necessário liderança informada, envolvimento da direção e adaptação constante, visando não apenas aprimorar o ambiente de trabalho, mas também promover a valorização dos funcionários, aumentar a produtividade e criar uma cultura de melhoria contínua.


No cenário altamente competitivo e diversificado do mercado, a busca por produtos de qualidade e conformidade normativa supera a simples preocupação com preços baixos. Para se adaptar a essa demanda e permanecer relevante globalmente, as empresas precisam ajustar suas estratégias aos comportamentos do consumidor, especialmente no contexto da metodologia 5S. Essa abordagem, voltada à qualidade, exige não apenas auditorias regulares, mas também a implementação consistente de ações corretivas para alcançar resultados sustentáveis.


O objetivo da importância do Programa 5S neste artigo é aprimorar o ambiente de trabalho, promover uma cultura organizacional mais eficiente e produtiva, e fortalecer a gestão da qualidade total nas empresas moveleiras. O 5S busca otimizar a organização, a utilização de recursos, a limpeza, a padronização e a disciplina, resultando em um ambiente mais agradável, maior motivação dos funcionários, melhor aproveitamento de materiais e equipamentos, redução de custos e agilização dos processos de trabalho. Além disso, o programa contribui para a transformação da cultura organizacional, valoriza os colaboradores, aumenta a produtividade e qualidade, e promove o espírito de equipe, aspectos cruciais para o sucesso das empresas moveleiras e sua busca por excelência.


A metodologia de pesquisa adotada neste estudo baseou-se principalmente na revisão bibliográfica e na análise crítica de literatura relevante. Foram consultados diversos materiais acadêmicos e fontes confiáveis que abordam o tema do Programa 5S e sua aplicação em empresas moveleiras. A pesquisa envolveu a análise de conceitos-chave, princípios e benefícios do 5S, assim como os desafios e resistências enfrentados durante sua implementação. A coleta de informações também se apoiou em estudos de caso e exemplos práticos para ilustrar as questões discutidas. Por meio dessa abordagem de leitura e análise crítica, buscou-se compreender a relevância e os impactos do 5S nas empresas moveleiras, considerando as experiências compartilhadas na literatura disponível.


A estrutura deste artigo começa com a introdução, contextualizando a importância do 5S e sua relevância no setor moveleiro. A revisão da literatura aborda os cinco sensos e os benefícios, reforçando com estudos de casos passados. Na metodologia, explica-se a abordagem baseada em análise de literatura e estudos de caso. Resultados e discussões detalham os desafios e ganhos encontrados na aplicação do 5S. A conclusão reafirma a relevância dos resultados e aponta para futuras pesquisas. As referências documentam as fontes consultadas.


2. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA


O 5S teve suas raízes nas linhas de montagem da Construção Naval Veneziana no século XVI, mas sua metodologia moderna surgiu no Japão pós-Segunda Guerra. Sakichi Toyoda, Kiichiro Toyoda e Taiichi Ohno da Toyota estudaram empresas ocidentais e desenvolveram os 5 Sensos para melhorar a organização e eficiência. Esses princípios influenciaram a qualidade globalmente. No Brasil, o 5S começou a ser aplicado nos anos 90 e é a base da Qualidade Total, buscando promover a qualidade em todos os processos empresariais (SILVA, 2019).


O programa 5S, segundo Haroldo Ribeiro, vai além da melhoria estética no ambiente de trabalho. Sua missão é transformar a cultura organizacional, promovendo comportamentos e práticas mais eficazes. Ele atua intensamente no aprendizado prático, impactando a mudança de comportamento, podendo servir como modelo de gestão empresarial simples e econômico. Seu principal foco é reduzir o desperdício de tempo, materiais e recursos humanos, conforme detalhado no livro "A Bíblia do 5S" de Haroldo Ribeiro, publicado pela Editora Casa da Qualidade, 2006.


Entre as diversas ferramentas disponíveis, destaca-se o Programa 5S, que, conforme apontado por autores pesquisados, tem como finalidade cultivar a cultura dos funcionários, promovendo uma mudança no modo de pensar e agir dos colaboradores. O programa busca aprimorar as condições dos ambientes onde os funcionários atuam, abrangendo tanto os aspectos físicos quanto os lógicos e mentais, incluindo o ambiente de trabalho (JUNIOR, 2012).


A metodologia 5S representa uma filosofia fundamentada em princípios japoneses, que é empregada como uma ferramenta de gestão com o propósito de aprimorar tanto o ambiente de trabalho quanto a produtividade das empresas. Através da sensibilização dos colaboradores para certos sensos, essa abordagem visa transformar o local de trabalho em um ambiente mais ordenado, seguro e agradável (SANDER, 2019).


Conforme figura 1, os cinco princípios do método 5S são representados pelas seguintes palavras japonesas:


Figura 1- Ilustração dos 5 Sensos

Fonte: autoria própria


O primeiro dos cinco sensos, conhecido como "senso de utilização" (Seiri), envolve a prática de manter na área de trabalho somente os utensílios essenciais para suas tarefas. Itens desnecessários devem ser descartados ou armazenados, visando eliminar obstáculos e tornar o trabalho mais eficiente (SEBRAE, 2011).


O segundo senso, "senso de ordenação" (Seiton), consiste em determinar locais apropriados para armazenar, guardar ou dispor materiais, equipamentos, ferramentas, informações e dados de forma a facilitar seu acesso e manuseio, simplificando a busca e localização de qualquer item (SILVA, 2003).


O terceiro senso, "senso de limpeza" (Seiso), concentra-se na identificação e eliminação de fontes de sujeira, promovendo a criação de um ambiente de trabalho limpo e agradável, que contribua para a segurança e a qualidade de vida dos funcionários, tanto em termos físicos quanto mentais (REBELLO, 2005).


O quarto senso, "senso de padronização" (Seiketsu), está intimamente relacionado aos três primeiros sensos. Requer que equipamentos e áreas de trabalho permaneçam sempre limpos e organizados para garantir a segurança no local de trabalho. Além disso, itens desnecessários, como equipamentos quebrados, devem ser removidos. Este senso também abrange a preocupação com um ambiente de trabalho favorável, enfatizando a higiene pessoal e promovendo um ambiente de respeito mútuo nas relações de trabalho (BASTIANI, 2012).


O quinto e último senso, "senso de autodisciplina" (Shitsuke), implica que cada funcionário é responsável pela qualidade de seu trabalho e de sua vida. Isso se traduz na busca constante pela melhoria, seguindo rigorosamente os padrões técnicos, éticos e morais, bem como as normas estabelecidas pela organização. A autodisciplina envolve o compromisso de manter as normas, prazos e acordos estabelecidos nas etapas anteriores, com o objetivo de aperfeiçoar continuamente e manter a qualidade do programa. Também é uma questão de ética respeitar os acordos estabelecidos e cumprir todos os compromissos para não decepcionar o cliente (REBELLO, 2005).


A aplicação do método 5S na indústria moveleira é fundamental para promover um ambiente de trabalho organizado e eficiente. Essa abordagem é crucial para setores que demandam precisão e segurança, como a produção de móveis. A implementação do 5S pode levar a melhorias significativas, incluindo aumento da produtividade, redução de desperdícios, melhoria da segurança no local de trabalho e maior satisfação dos funcionários.


A seguir, serão apresentados casos de implementação do 5S na indústria moveleira, os quais estão disponíveis online para consulta. Através da analise destes casos de implantação do 5S, será possível verificar as vantagens de implementar tal metodologia e os pontos que mais demanda atenção quanto a continuidade da mesma na empresa.


2.1 ESTUDO DE CASO I


Na indústria moveleira, a ferramenta 5S foi aplicada de maneira eficaz para melhorar a organização e eficiência no ambiente de trabalho. O processo começou com a triagem e remoção de materiais não utilizados, liberando espaço e reduzindo a poluição visual. Em seguida, os espaços foram reorganizados, identificando e colocando ferramentas e equipamentos em locais adequados e de fácil acesso. Além disso, a limpeza foi rigorosamente mantida, incluindo a remoção de materiais não necessários e a padronização da limpeza. Para garantir a manutenção dessas práticas, uma reunião de conscientização foi realizada, incentivando os funcionários a seguir a cultura 5S diariamente. Esse processo resultou em um ambiente de trabalho mais limpo, organizado e eficiente na indústria moveleira (SOUZA, 2018).


Após a aplicação do método 5S na indústria moveleira, houve uma transformação marcante no ambiente de trabalho. A organização resultante não apenas reduziu os riscos para os funcionários, mas também impulsionou a eficiência da produção. Com a implementação bem-sucedida do 5S, houve um notável aumento no desempenho dos processos, facilitando o acesso aos objetos necessários devido à organização. A aceitação positiva por parte dos funcionários e a disciplina demonstrada por todos foram fundamentais para alcançar os objetivos do trabalho, destacando a importância da colaboração e de um ambiente de trabalho organizado para o sucesso da empresa (SOUZA, 2018).


2.2 ESTUDO DE CASO II


A Indústria Moveleira adotou o a ferramenta em resposta à crescente competição e às exigências do mercado. O programa foi implementado para reduzir custos, eliminar desperdícios de materiais e tempo, prevenir acidentes, aumentar a produtividade e otimizar o espaço físico. Além disso, visava melhorar o layout, os fluxos de processo e as condições de trabalho, refletindo a necessidade contínua de aprimoramento diante das demandas do setor moveleiro (MORAES; SANTOS, 2016).


Implementar a ferramenta é um desafio cultural, exigindo a participação ativa, especialmente da alta direção, para promover uma cultura de melhoria contínua. Apesar da resistência inicial, a empresa superou isso ao evidenciar os benefícios tangíveis. Estratégias como a criação de um departamento de Melhoria Contínua, quadros de Gestão à Vista, e programas de incentivo foram adotadas. Como resultado, houve melhorias notáveis no tempo de entrega, gestão visual eficaz, aumento da satisfação dos funcionários, redução de refugos e criação de um ambiente de trabalho mais limpo e seguro. Essas mudanças positivas foram imediatas, demonstrando o impacto significativo da implementação do 5S nas operações da empresa (MORAES; SANTOS, 2016).


2.3 ESTUDO DE CASO III


Após quase dois anos da implementação do programa 5S na empresa de Móveis Projetados, uma análise foi conduzida para avaliar seu impacto. Durante uma conversa informal com o proprietário, os colaboradores foram questionados sobre as melhorias percebidas. Todos destacaram a organização da fábrica e a melhoria na iluminação como benefícios notáveis.


A implantação do programa resultou em várias mudanças, incluindo alterações no layout, identificação de áreas de produção e escritório, além de uma iluminação aprimorada. Houve uma melhora significativa na organização da fábrica, refletindo no desenvolvimento das atividades diárias. Além disso, o relacionamento entre os colaboradores melhorou devido à organização, reduzindo discussões e aumentando a eficiência. No entanto, algumas iniciativas, como os quadros avaliativos e faixas no chão para orientação, não foram continuadas.


O empresário mencionou a dificuldade de implementar avaliações regulares devido ao tamanho reduzido da equipe, e a impossibilidade de manter as faixas devido à mudança de local. Os clientes elogiaram as melhorias estéticas da empresa, incluindo ambiente mais organizado e iluminado, resultando em uma imagem mais confiável. Em resumo, a implementação bem-sucedida do programa 5S demonstrou benefícios duradouros, mostrando que, quando bem planejado, ele pode trazer melhorias significativas para as operações da empresa. A persistência nas melhorias continuadas não apenas aprimora as condições de trabalho, mas também aumenta a motivação e o comprometimento dos envolvidos (PEGORINI, 2018).


2.4 ESTUDO DE CASO IV


O objetivo principal da empresa, conforme declarado pelo diretor, era alcançar um ambiente mais organizado, reduzir desperdícios, padronizar operações, aumentar a produtividade e os lucros. Durante a implementação dos primeiros dois Sensos (Utilização e Ordenação), surgiram desafios, especialmente na gestão do descarte e na orientação dos funcionários. No entanto, investimentos em equipamentos e reestruturação resultaram em maior organização, economia e eficiência tanto no setor operacional quanto no administrativo (MENDONÇA; PINHEIRO; HORA, 2014). Já o terceiro Senso, o de Limpeza, foi crucial devido aos resíduos de madeira no ar. A empresa investiu em equipamentos de segurança e incentivou a limpeza com um sistema de bonificação salarial. A comunicação melhorou entre gerência e funcionários, tornando o ambiente mais aberto e diplomático. Para proteger a saúde dos funcionários, normas de segurança foram rigorosamente aplicadas.


Os funcionários do setor operacional perceberam melhorias significativas no ambiente de trabalho após a implementação do programa 5S na empresa. A maior melhoria foi observada na organização do chão de fábrica, onde houve um aumento notável na eficiência. Os funcionários agora mantêm materiais e ferramentas em locais específicos, etiquetados para facilitar a localização (MENDONÇA, PINHEIRO e HORA, 2014).


No entanto, o programa perdeu foco devido à separação das empresas e à falta de apoio financeiro dos proprietários. O coordenador do projeto também deixou a empresa, interrompendo ainda mais o programa. Após mudanças estruturais em andamento, o diretor planeja criar um setor dedicado à qualidade total e revitalizar o programa de forma mais estruturada e eficaz.


Ficou evidente as dificuldades na implementação do processo de qualidade 5S, destacando sua natureza centrada no ser humano. Embora tenha trazido benefícios como melhor organização, comunicação aprimorada e redução de custos, o programa perdeu força ao longo do tempo devido à falta de investimento e apoio, especialmente no crucial Senso de Autodisciplina. Para revitalizar o programa, sugere-se a reestruturação do ambiente de trabalho, o incentivo à capacitação dos funcionários, a conscientização dos proprietários sobre a importância do investimento em qualidade, e a criação de um setor dedicado à gestão da qualidade na empresa (MENDONÇA, PINHEIRO e HORA, 2014).


3. METODOLOGIA DE PESQUISA


Neste estudo, foi adotada a metodologia de pesquisa bibliográfica como abordagem principal. Esta metodologia envolveu uma análise de livros, artigos acadêmicos, jornais e outros materiais técnicos ou acadêmicos para obter uma compreensão abrangente sobre um tema específico (OLIVEIRA, 2023).


Essa estratégia é particularmente eficaz para estudantes que enfrentam limitações para conduzir pesquisas de campo extensivas. Além disso, a pesquisa bibliográfica oferece uma maneira sistemática de organizar dados e cruzar referências sobre um tema específico. Isso significa que futuros leitores não precisarão consultar várias fontes, pois todas as informações estarão reunidas em um único relatório, facilitando o acesso e a compreensão do conteúdo (RAYMUNDO, 2023).


Os textos e artigos escolhidos para embasar a pesquisa estão disponíveis online e são acessíveis gratuitamente ou através de instituições de ensino/pesquisa ou estão disponíveis de forma física, no caso dos livros.


Os artigos utilizados são diretamente relevantes para o tema que está sendo estudado. Eles abordam questões ou aspectos específicos que são cruciais para a pesquisa em questão.


Os estudos de casos citados foram extraídos dos seguintes sites: Semesp (conic), Docplayer e Profs, escolhi estes sites por terem o conteúdo necessário e pela veracidade das informações contidas neles. Na definição da metodologia escolhida neste artigo, escolhi os seguintes sites como referência: Mystudybay e Viacarreira onde encontrei artigos atuais falando sobre o tema abordado.


Os estudos de caso apresentados neste artigo estão disponíveis online.


4. CONSIDERAÇÕES FINAIS


A implementação da metodologia 5S em empresa de móveis planejados revelou-se não apenas uma iniciativa operacional, mas também uma transformação cultural significativa. Através da organização meticulosa, eliminação de desperdícios, manutenção de espaços limpos, padronização de processos e promoção da disciplina entre os colaboradores, consegue-se alcançar melhorias notáveis em diversas áreas.


Primeiramente, a eficiência operacional aumenta consideravelmente. A otimização dos espaços de trabalho permite uma produção mais ágil e menos propensa a erros. Além disso, a redução do desperdício de materiais e a organização dos insumos levam a uma significativa economia financeira.


Em termos de segurança, a implementação do 5S leva a uma redução drástica nos acidentes de trabalho. A organização e a limpeza dos ambientes resultam em um local de trabalho mais seguro e agradável para todos os colaboradores.

No que diz respeito à qualidade dos produtos, a padronização dos processos assegura uma produção consistente e de alta qualidade. Isso não apenas aumenta a satisfação dos clientes, mas também fortalece a reputação no mercado.


Além disso, o 5S promove um maior engajamento e colaboração entre os membros da equipe. A conscientização sobre a importância da organização e limpeza cria uma cultura de responsabilidade compartilhada, incentivando todos a contribuir para a manutenção dos padrões estabelecidos.


Em conclusão, a implantação da ferramenta 5S não apenas melhora os processos internos, mas também aprimora a imagem no mercado e fortalece o espírito de equipe. As melhorias não apenas impulsionam o desempenho atual, mas também preparará a empresa para um futuro mais competitivo e bem-sucedido no setor de móveis planejados.


3. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS


BASTIANI, Jeison. 5S: O que é e Como Implementar em Sua Empresa. 2012. Disponível em: <http://www.blogdaqualidade.com.br/5s/>. Acesso em: 07 set. 2023.


BOWERSOX, D. J.; CLOSS, D. J.; COOPER, M. B. Gestão da Cadeia de Suprimentos e Logística. 2nd. ed. Rio de Janeiro: Campus, 2007.


HO, S. K. M. 5‐ S practice: a new tool for industrial management. Industrial Management & Data Systems, v. 98, n. 2, p. 55–62, 1998.


JUNIOR, Valdemir Nogueira. Metodologia do Programa 5S. 2012. Disponível em: <https://administradores.com.br/artigos/metodologia-do-programa-5s>. Acesso em: 04 set. 2023.


MENDONÇA, Magno da Silva; PINHEIRO, Sílvia Sardinha; HORA, Henrique Rego Monteiro da. Análise Da Eficácia Da Implantação Do Programa 5s: Um Estudo De Casos Em Uma Indústria Moveleira. 2014. Disponível em: < https://ojs3.perspectivasonline.com.br/revista_antiga/article/download/408/318/>. Acesso em: 15 out. 2023.


MORAES, Leandro Augusto de; SANTOS, Henrique Mandu dos. Programa De Implantação Da Qualidade 5s Na Indústria Moveleira. 2016. Disponível em: <https://www.conic-semesp.org.br/anais/files/2016/trabalho-1000022549.pdf>. Acesso em: 02 out. 2023.


OLIVEIRA, Angela. Pesquisa bibliográfica e documental: metodologia, dicas e exemplos. 2023. Disponível em: <https://mystudybay.com.br/blog/pesquisa-bibliografica/>. Acesso em: 02 out. 2023.


PEGORINI, Luciane. Análise Após Implantação Da Ferramenta 5s Em Uma Empresa De Móveis Planejados. 2018. Disponível em: < https://profes.com.br/luciane.pegorini/blog/analise-apos-implantacao-da-ferramenta-5s-em-uma>. Acesso em: 02 out. 2023.


RANDHAWA, J. S.; AHUJA, I. S. 5S – A Quality Improvement Tool for Sustainable Performance: literature review and directions. International Journal of Quality and Reliability Management, v. 34, n. 3, p. 334–361, 2017b.


RAYMUNDO, Rafael Tourinho. O que é Pesquisa Bibliográfica: como fazer e exemplo. 2023. Disponível em: <https://viacarreira.com/pesquisa-bibliografica/>. Acesso em: 02 out. 2023.


REBELLO, Maria Alice de França Rangel. Avaliação da qualidade dos produtos/serviços de informação: uma experiência da Biblioteca do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo. Rev. Dig.Bibliotecon. Ci. Inf., Campinas, v. 2, n. 1, p. 80-100. 2004. Disponível em: < https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/2059/2189>. Acesso em: 07 set. 2023.


SANDER, Carlos. O que é a metodologia 5S? Para que serve? Como aplicar?. 2019. Disponível em: < https://frons.com.br/blog/5s/metodologia-5s/>. Acesso em: 07 set. 2023.


SEBRAE. D-Olho na qualidade: 5S para os pequenos negócios. 2019. Disponível em: <https://sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/artigos/d-olho-na-qualidade-5s-para-os-pequenos-negocios,1985438af1c92410VgnVCM100000b272010aRCRD>. Acesso em: 07 set. 2022.

SILVA, Caio. 5S´s: História e aplicação em sua empresa. 2019. Disponível em: <https://8quali.com.br/o-que-realmente-e-e-de-onde-surgiu-o-5s/>. Acesso em: 04 set. 2023.


SILVA, Christian Egidio da. Implantação de um programa “5S”. 2003. Disponível em: <https://abepro.org.br/biblioteca/enegep2003_tr0201_0471.pdf>. Acesso em: 07 set. 2023.


SOUZA, Janini Barbosa. Aplicação Da Ferramenta 5s Em Uma Fábrica De Móveis Planejados. 2018. Disponível em: <https://docplayer.com.br/143476780-Aplicacao-da-ferramenta-5s-em-uma-fabrica-de-moveis-planejados.html>. Acesso em: 02 out. 2023.


________________________________


Esse artigo pode ser utilizado parcialmente em livros ou trabalhos acadêmicos, desde que citado a fonte e autor(es).



Como citar esse artigo:


SALES, José Maria Alves de; GERALDI, Luciana Maura Aquaroni. Transformando a indústria moveleira: a importância da metodologia 5s em seus processos. Revista QUALYACADEMICS. Editora UNISV; v. 3, n. 1, 2023; p. 83-95. ISBN: 978-65-981354-1-6 | D.O.I: http://doi.org/10.59283/ebk-978-65-981354-1-6


Baixe o artigo científico completo em PDF Transformando a indústria moveleira: a importância da metodologia 5s em seus processos:

Artigo 6 - TRANSFORMANDO A INDÚSTRIA MOVELEIRA A IMPORTÂNCIA DA METODOLOGIA 5S EM SEUS PRO
.
Download • 327KB

39 visualizações0 comentário
bottom of page